• bratoxdedetizadora

Escorpiões, entenda por que os casos de picadas só aumentam em todo o Brasil.



Em 2020 a Vigilância Epidemiológica registrou 1.375 ocorrências de acidentes com picadas de escorpião.


Os escorpiões estão cada vez mais próximos dos seres humanos e é no verão que eles mais aparecem, e que os acidentes aumentam.


São 3 motivos que colaboram para o aumento da população dos escorpiões:

1 - O escorpião amarelo tem capacidade de se reproduzir sem que haja fecundação, ou seja, não precisa do macho para reproduzir (paternogenese).

2 - As redes de esgotos das cidades não abriga predadores para os escorpiões.

3 - As redes de esgotos abrigam muitas baratas, que são o alimento preferido desses aracnídeos.


Podem ser gerados até trinta embriões, que se desenvolvem dentro do corpo da mãe. Quando nascem, os filhotes vivem no máximo duas semanas no dorso da mãe. Após esse período, se tornam independentes. A maturidade para a reprodução dessa espécie ocorre entre 1 e 3 anos de idade. Para reproduzir, a fêmea necessita de boas condições de alimentação e de calor.

Essa espécie tem expectativa de vida de até 10 anos.


Por esses motivos a população de escorpiões só tende a aumentar ano após ano, nos obrigando a tomar medidas mais enérgicas contra esse animal, daí a importância de manter quintais, jardins e demais terrenos limpos e, se possível, sem entulhos. Recomenda-se instalação de telas em todos os ralos da casa e vedação de acessos ou frestas nas janelas e portas. Mantenha a dedetização em dia (recomenda-se 4 vezes ao ano), e deixe as caixas de esgoto livres de baratas.


O escorpião amarelo é considerado o mais venenoso de toda a América do Sul e o segundo mais venenoso do mundo. Seu veneno é neurotóxico, ou seja, age no sistema nervoso periférico. Pode ser letal, dependendo da quantidade de veneno injetada e das condições físicas da vítima (principalmente crianças e idosos), sendo responsável pela maioria dos acidentes graves no Brasil, principalmente em regiões urbanas.


17 visualizações0 comentário